Publicidade

Publicidade

A inglesinha Barcelos, de Machado de Assis
setembro 21st, 2010

A inglesinha Barcelos, de Machado de Assis

A inglesinha Barcelos conta a história de duas amigas que se encontram na casa dos 30 anos. Cândida era casada, enquanto Joaninha, que tinha vivos e bonitos olhos azuis, havia se entregado ao celibato e a solidão. Nessa história, Machado de Assis mostra ao leitor como uma vida de riquezas e de vaidades nem sempre … Read more

No
A igreja do diabo, de Machado de Assis
setembro 21st, 2010

A igreja do diabo, de Machado de Assis

A Igreja do Diabo, de Machado de Assis é dividido em quatro contos. Em Histórias sem data, os personagens principais são Deus e o Diabo e a relação dos dois com o homem, a religião e a razão. Durante a discussão, o Diabo questiona a hipocrisia religiosa e as práticas salvacionistas.

No
A herança, de Machado de Assis
setembro 21st, 2010

A herança, de Machado de Assis

A Herança, de Machado de Assis, conta a história de uma tia e seus três sobrinhos, Emílio, Marcos e Eugênia. A tia, Venância, trata os três de maneira igual, mas com muito carinho por cada um deles. A história se desenvolve mostrando o que cada personagem faz para alcançar seu objetivo na vida, o amor … Read more

No
Os retirantes, de José do Patrocínio
setembro 21st, 2010

Os retirantes, de José do Patrocínio

Os retirantes foi publicado por José do Patrocínio em 1889. O romance conta a história do povo nordestino do Brasil que sofria com a seca. Durante sua vida o autor foi farmacêutico, orador e jornalista.

No
Mota Coqueiro ou a Pena de Morte, de José do Patrocínio
setembro 21st, 2010

Mota Coqueiro ou a Pena de Morte, de José do Patrocínio

Mota Coqueiro ou a Pena de Morte é um romance de José do Patrocínio editado em 1877. Ele narra de forma romanceada a história do fazendeiro Manuel da Mota Coqueiro, apelidado de Fera de Macabu e condenado injustamente à morte em 1852. Na história, o autor cria o personagem chamada Herculano que, em seu leito … Read more

No
Um Melodrama em Santo Tirso, de Pinheiro Chagas
setembro 21st, 2010

Um Melodrama em Santo Tirso, de Pinheiro Chagas

Em Um Melodrama em Santo Tirso, Pinheiro Chagas conta uma história que se passa em Santo Tirso e avisa aos moradores do lugar que ela é verdade. Além de acrescentar que o drama da história é devido aos acontecimentos que passaram.

No
Verso e Reverso, de José de Alencar
setembro 21st, 2010

Verso e Reverso, de José de Alencar

Verso e Reverso, de José de Alencar foi lançado em 1857. Na história, a capital imperial brasileira, o Rio de Janeiro, é analisada pelo olhar de um estudante de São Paulo que vai ao Rio passar suas férias.

No
O Guarani, de José de Alencar
setembro 21st, 2010

O Guarani, de José de Alencar

Essa obra de José de Alencar foi escrita e publicada com 54 capítulos em 1857. A história de passa na primeira metade do século XVII. O Guarani aborda a descrição da civilização representada pelos domínios de D. Antônio de Mariz, fidalgo português que nos fins do século XVI, fiel ao projeto colonizador da coroa portuguesa, … Read more

No
Mãe, de José de Alencar
setembro 21st, 2010

Mãe, de José de Alencar

Mãe foi escrito por José de Alencar e lançado em 1860, mesmo ano em que morre o pai do autor. A história de quatro atos se passa no Rio de Janeiro, em 1855. Nela é contada o drama de um homem que vende sua escrava para ajudar um amigo com problemas financeiros.

No
Ao correr da pena, de José de Alencar
setembro 21st, 2010

Ao correr da pena, de José de Alencar

Essa história foi a estréia de José de Alencar na literatura brasileira, em setembro de 1854. Aos 25 anos, o primeiro número da série Ao correr da pena, publicado no Correio Mercantil, abriu as portas do Diário do Rio de Janeiro, onde o autor continuou escrevendo.

No