Publicidade

Publicidade

O Namorador ou A Noite de São João, de Martins Pena
setembro 21st, 2010

O Namorador ou A Noite de São João, de Martins Pena

Martins Pena é um dos fundadores do teatro e da comédia do Brasil. Sua obra é escrita no período do Romantismo, suas obras escapam do movimento, procurando apresentar soluções realistas para a vida cotidiana. O Namorador ou A Noite de São João é uma peça teatral em um ato publicada em 1845.

No
O que é o casamento, de José de Alencar
setembro 21st, 2010

O que é o casamento, de José de Alencar

O que é o casamento é uma comédia de quatro atos feita em 1861 por José de Alencar. O autor foi jornalista, político, advogado, orador, crítico, cronista, polemista, romancista e dramaturgo brasileiro.

No
Páginas Recolhidas, de Machado de Assis
setembro 21st, 2010

Páginas Recolhidas, de Machado de Assis

Lançado em 1889, o livro Páginas Recolhidas reúne 12 contos de Machado de Assis desde comédias até o discurso de cerimônia do lançamento de uma estátua. Na coletânea pode-se admirar as diversas facetas que o escritor possui.

No
Os Noivos, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

Os Noivos, de Artur de Azevedo

Escrita em três atos, a peça teatral Os Noivos, de Artur de Azevedo, foi representada pela primeira vez no Teatro Fênix Dramática, Rio de Janeiro, em 12 de outubro de 1880. O autor (1855- 1908) é uma das grandes figuras do humorismo brasileiro. Foi jornalista, comediógrafo, contista e poeta.

No
O Tribofe, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

O Tribofe, de Artur de Azevedo

Artur de Azevedo (1855- 1908) escreveu cerca de duzentas peças para teatro e tentou fazer surgir o teatro nacional, incentivando a encenação de obras brasileiras. Em 1892, publicou O Tribofe. O autor é uma das grandes figuras do humorismo brasileiro. Foi jornalista, comediógrafo, contista e poeta.

No
O Escravocrata, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

O Escravocrata, de Artur de Azevedo

O Escravocrata, de Artur de Azevedo, é resultado da publicação da peça teatral A família Salazar – censurada pelo Conservatório Dramático Brasileiro em 1882. A obra conta a história de amor vivida entre um mulato escravo e a senhora de uma família burguesa. Um filho surge dessa relação e passa ser criado como legítimo até … Read more

No
O Barão de Pituaçu, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

O Barão de Pituaçu, de Artur de Azevedo

Em 1887, Artur de Azevedo lança a peça teatral O Barão de Pituaçu, subdividida em quatro atos. Na narração predomina o humor. Não é a toa, portanto, que o autor é considerado uma das grandes figuras do humorismo brasileiro. Além disso, se consagra como um dos grandes precursores do teatro nacional a partir do incentivo … Read more

No
Nova Viagem à Lua, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

Nova Viagem à Lua, de Artur de Azevedo

Em 1877, Artur de Azevedo publicou a peça teatral Nova Viagem à Lua. Os três atos da obra são marcados pelo humor característico do autor, considerado uma das grandes figuras do humorismo brasileiro. Consolidou a comédia de costumes, sendo no país o principal autor do Teatro de revista, em sua primeira fase. Foi também jornalista, … Read more

No
Herói à Força, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

Herói à Força, de Artur de Azevedo

A carreira de dramaturgo de Artur de Azevedo é consagrada com a publicação de mais de duzentas peças teatrais entre elas Herói à Força (1886). A obra construída em três atos é caracterizada pelo humor tanto na construção narrativa como na criação dos personagens que compõem o enredo. O autor (1855- 1908) é uma das … Read more

No
Entre a Missa e o Almoço, de Artur de Azevedo
setembro 21st, 2010

Entre a Missa e o Almoço, de Artur de Azevedo

A peça teatral Entre a Missa e o Almoço, de Artur de Azevedo, foi representada pela primeira vez no Teatro Recreio Dramático, no Rio de Janeiro, em 25 de outubro de 1907. O autor (1855- 1908) é uma das grandes figuras do humorismo brasileiro. Foi jornalista, comediógrafo, contista e poeta.

No