Publicidade

Publicidade

Sarças de Fogo, de Olavo Bilac
setembro 21st, 2010

Sarças de Fogo, de Olavo Bilac

Olavo Bilac é um dos principais nomes do parnasianismo no Brasil. O escritor estreou com o livro Poesias em 1888, volume com três coletâneas: Panóplias, Via-Láctea e Sarças de Fogo. Em Sarças de Fogo, Bilac enrique a métrica e busca alargar o horizonte de suas formas fixas.

No
Via-Láctea, de Olavo Bilac
setembro 21st, 2010

Via-Láctea, de Olavo Bilac

Olavo Bilac é um dos principais nomes do parnasianismo no Brasil. O escritor estreou com o livro Poesias em 1888, volume com três coletâneas: Panóplias, Via-Láctea e Sarças de Fogo. Em Via-Láctea, os 35 sonetos são sem título cultuando o subjetivismo presente no Romantismo.

No
Panóplias, de Olavo Bilac
setembro 21st, 2010

Panóplias, de Olavo Bilac

Olavo Bilac é um dos principais nomes do parnasianismo no Brasil. O escritor estreou com o livro Poesias em 1888, volume com três coletâneas: Panóplias, Via-Láctea e Sarças de Fogo. Em Panóplias, Bilac abre com o famoso poema Profissão de fé.

No
Profissão de fé, de Olavo Bilac
setembro 21st, 2010

Profissão de fé, de Olavo Bilac

Olavo Bilac é um dos principais nomes do parnasianismo no Brasil. O escritor estreou com o livro Poesias em 1888, volume com três coletâneas: Panóplias, Via-Láctea e Sarças de Fogo. Em Panóplias, Bilac abre com o famoso poema Profissão de fé que é a adesão aos preceitos parnasianos da “arte pela arte”, da rima, da … Read more

No